ícone com computar e mídias. Escrito falando Estratégias de marketing digital para a Black Friday e Cyber monday

Estratégias de marketing digital para a BFCM

A Black Friday, é uma sazonalidade que possui alto impacto nos comércios digitais, porém a data já mostrou que traz resultados expressivos para qualquer modelo de negócio. No entanto, um ponto é essencial para o sucesso nessa sazonalidade – uma comunicação eficiente e de alto retorno.

Buscando as estratégias com maior possibilidade de retorno sobre o investimento, gostaríamos de abordar o que é necessário para construir estratégias de conteúdo de performance com alta eficácia para o mercado B2B.

Estratégias de Marketing Digital para a BFCB

Participar ou não da Black Friday? Deixe os dados decidirem

Segundo dados, empresas que realizaram descontos na Black Friday chegaram a atingir 90% mais pedidos na data. Essa informação já é um grande motivo para você construir suas campanhas na data.

Gráfico demonstrando o impacto dos números de pedidos para empresas que trabalham com descontos na Black Friday e Cyber Monday

Os negócios com a melhor performance na data, ofereceram em média um desconto de 30%- 40%. Assim, atingindo um aumento de 240% no número de pedidos e de 120% no aumento de receita.

Gráfico demonstrando qual é a porcentagem de desconto que traz um maior número de pedidos e aumento da receita na Black Friday. 
Descontos de 30 a 40% são os que trazem maior resultado.

Qual é o formato de conteúdo que performa melhor no B2B?

Segundo pesquisa da Hubspot, 36% dos usuários com o perfil B2B preferem consumir conteúdos no formato list-based. Ou seja, conteúdos no formato de lista.

Por exemplo: Os 10 maiores softwares de vendas, as 5 melhores práticas de Outbound, os três segredos do marketing digital.

51% dos respondentes admitiram que durante o período da Black eles trabalham com conteúdos mais visuais. Dessa forma, durante o período da Black Friday, as marcas utilizam criativos bem elaborados, coloridos e em movimento.

Vale a pena o B2B investir na Black Friday?

Apesar de muitas empresas B2B possuírem certo receio em participar da data, dados mostram que as conversas sobre Black Friday e Cyber Monday aumentam em 70x dentro do LinkedIn. Ou seja, uma rede voltada majoritariamente para empresas passa por uma mudança comportamental do seu público. Assim, demonstrando o impacto da data em todos os mercados.

Como se planejar para a Black Friday?

Não deixe para a última hora

O melhor dia para começar sua estratégia de conteúdo para a Black Friday foi ontem. O segundo melhor é hoje!

Pedro Clivati

Por exemplo:

  • 30 dias antes, deixe avisado os leads da sua base sobre a promoção;
  • 20 dias antes, dê prioridade aos seus seguidores/leads/opps oferecendo o desconto hoje;
  • 10 dias antes, solte uma lista de interessados para que eles possam se inscrever;
  • 5 dias antes, cadência apresentando os descontos;
  • 1 dia antes, mais descontos;
  • No dia, explore todos as suas promoções;
  • 3 dias depois, estenda um pouco suas promoções para quem está em negociação.

Venda B2B2C

Venda para uma empresa vender para os seus funcionários.

Por exemplo:

Se você tem uma universidade online que vende cursos de capacitação. Ao invés de vender para uma pessoa, venda para uma empresa que possa oferecer seus cursos a todos os funcionários.

Bundle Sales

Utilize os demais assetes da sua empresa e evite mexer no seu ticket médio. Assim, você traz valor para a sua oferta sem prejudicar seu faturamento.

Por exemplo:

Compre o plano básico e leve duas licenças para a nossa universidade online. Ou, onboarding e assistência gratuita durante a Black Friday até a Cyber Monday.

Respeite (e aproveite) as regras de compra

Caso o seu perfil de cliente ideal seja de médias/grandes empresas, provavelmente somente o seu desconto não vai gerar urgência no departamento de compra. Portanto, é preciso que você construa essa urgência na sua comunicação e nas condições.

Por exemplo:

Assine o contrato de intenção de compra a garanta o desconto até dia X.

Menos é mais

Menos cliente, mais receita. A maioria das empresas estará buscando novos clientes mas ignoram aqueles que já estão dentro de casa. Então, use essa oportunidade para trazer benefícios àqueles que já confiam no seu negócio.

Por exemplo:

Clientes que mudarem do mensal para o anual ganham X% de descontos. Ou, suba o plano e ganhe 50% off no próximo tier.

In-app Banner

Utilize seu site, aplicativo ou outros canais para divulgar promoções para quem já é seu cliente. Como já falado, a maioria dos seus concorrentes estará buscando novos clientes, use os que você já tem. Você pode fazer isso com:

  • In app CTA;
  • In app Banner;
  • In app Proactive Live-Chat.

Hyper-Target

Ganhar a atenção do consumidor durante uma maratona, onde todos estão fazendo promoções é o seu maior desafio. Portanto, mantenha sua campanha ultra personalizada.

Por exemplo:

Revise os motivos de suas oportunidade perdidas por motivos específicos e crie campanhas personalizadas para elas.

  • Preço;
  • Não é momento;
  • Falta de suporte.

“Terceirize” seus esforços

Boa parte das empresas B2B de software possuem algum revendedor, programa de parceiros ou outros negócios que oferecem seus serviços. Ajude seus parceiros com promoções exclusivas ou crie campanhas para arrecadar novos parceiros.

Por exemplo:

Parceiros podem oferecer 30% aos seus clientes no seu produto. Ou, uma oferta exclusiva para parceiros certificados.

Priorize o visual

  • Instagram;
  • YouTube;
  • Pinterest;
  • Snapchat;
  • Facebook Vídeo.

Use FOMO

Utilize o “Fear of missing out”. Crie escassez utilizando uma oferta limitada a um número X de novos clientes.

Por exemplo:

Oferta exclusiva para os primeiros 100 novos clientes.

Não foque apenas no fundo do funil

Enquanto novos clientes e novas receitas são, quase sempre, a preferência, focar em outras etapas do funil pode ser tão valioso quanto. Portanto, construa conteúdos mirando a jornada completa do consumidor.

Por exemplo:

Curso rápido e gratuito sobre “X” por R$0,00. Originalmente à R$100,00.

Find a niche and get rich

Use canais alternativos para encontrar um público menor porém mais qualificado. Dessa maneira, você escapa da batalha por preço nos canais principais.

Alternativas ao Google Ads/ Face Ads / LinkedIn Ads:

  • Quora;
  • Reddit;
  • GMail;
  • Maps;
  • Twitter;
  • SnapChat;
  • Newsletters.

Sem recursos para criar conteúdo?

Utilize estratégias outsourced

Existem diversas formas de criar conteúdo sem necessariamente ser um blog post:

  • Native Content;
  • Earned Content;
  • UGC.

Native Content:

São conteúdos (artigos, fatos, imagens ou menções) gerados por outras marcas, seguindo a mesma linha editoral tradicional com um destaque por ser pago.

Ou seja, são conteúdos que, quando você entra em um site, eles não são de origem do canal. Assim, você pode adicionar seu conteúdo em canais que o o seu público alvo consome.

UGC (User Generated Content):

Conteúdo gerado pelo próprio usuário ou cliente final do seu produto/serviço. Ao você oferecer visibilidade ao alguma vantagem ao seu cliente, você pode propor que seus clientes publiquem no seu portal.

Earned Content:

Um tipo de estratégia UGC mas com conteúdos gerados organicamente, sem solicitação prévia.

Um exemplo é a ação da Coca-Cola, colocando o nome das pessoas na latinha, de forma orgânica, as pessoas começaram a publicar fotos, vídeos com as latas em suas redes sociais.

Imagem exemplificando com o a Coca-Cola trabalhou uma estratégia de Earned Content com a ação de colocar o nome de pessoas nas suas latinhas.

Conclusão

As estratégias de conteúdo para a Black Friday e Cyber Monday são diversas. Existem vários formatos e possibilidades para trabalhar com o conteúdo em datas sazonais.

Assim, demonstramos que qualquer modelo de negócio pode participar da data e com conteúdo!

Pedro Clivati. Head of Growth na Grotwh Hackers
Pedro Clivati
Head of Growth
GrowthHackers

Pedro Clivati é formado em administração pela Universidade Federal de Santa Catarina com especialização em engenharia, marketing e gerenciamento de projetos pela Politecnico di Milano. Hoje, é Head of Growth na GrowthHackers



Artigos Recentes​

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *