fbpx

Orçamento de vendas: como definir com assertividade?

Aprenda como fazer seu orçamento de vendas

Orçamentos de vendas são planos financeiros que estimam a receita total que uma empresa obtém em um período específico. As empresas o medem em dinheiro e/ou unidades, e usam isso como um guia para prever como seus negócios podem se sair. 

Entender como funcionam os orçamentos de vendas pode ajudar sua empresa a ser mais eficiente em atingir suas metas de vendas e impulsionar seu lucro

Neste artigo, vamos te explicar o que é exatamente um orçamento de vendas, por que ele é importante e o que você precisar para prepará-lo com eficiência.

  1. O que é um orçamento de vendas
  2. Como funciona um orçamento de vendas
  3. Importância de definir canais de vendas e mix de produtos ao definir seu orçamento
  4. As 10 etapas do orçamento de vendas
  5. 3 dicas para um orçamento de vendas assertivo.

O que é um orçamento de vendas?

Um orçamento de vendas é a quantidade projetada que uma empresa prevê vender em um determinado período e a receita que pode gerar – geralmente medida mensal, trimestral ou anualmente. Sua previsão considera fatores como padrões de vendas anteriores, atividades dos concorrentes e as condições econômicas atuais (ou esperadas).

Como funciona um orçamento de vendas?

O orçamento de vendas inclui os seguintes elementos:

  • Declaração de renda: aponta a receita líquida, fornecendo uma visão sobre a eficácia operacional geral de uma empresa. Seu cálculo é o seguinte: 
Fórmula do cálculo da declaração de renda
Fórmula do cálculo da declaração de renda
  • Balanço: indica os ativos, passivos e patrimônio líquido de uma empresa, durante um período orçamentário específico
  • Demonstração do fluxo de caixa: representa uma demonstração do fluxo de caixa revela as entradas de dinheiro recebidas e as saídas de dinheiro gastas.

Importância de definir canais de vendas e mix de produtos no orçamento de vendas

Seus canais de vendas e seu mix de produtos devem estar definidos, antes de você iniciar seu orçamento de vendas.

Isso porque, com estes aspectos estabelecidos, mapeados e organizados, você facilita análises como:

  • Porque um produto vende mais em uma região (ou época do ano) do que em outra
  • Desempenho entre filiais
  • Rentabilidade de diferentes linhas de produtos
  • Quando um produto pode estar impulsionando a venda de outro
  • Performance de vendas dos produtos nos diferentes canais de vendas.

Tipos de canais de vendas 

Os canais de vendas devem ser considerados na criação do seu orçamento de vendas, porque representam o caminho escolhido para ofertar sua solução aos clientes.

Alguns exemplos de detalhamentos para definir seus canais de distribuição são: regiões, estados, filiais, lojas físicas e virtuais, revendedores, representantes, entre outros.

Para fazer uma escolha acertada em relação aos canais de distribuição, você precisa conhecer a fundo cada um deles, concorda?

Neste conteúdo, você aprende quais são os principais canais de vendas, suas características e como escolher o melhor para sua empresa.

Mix de produtos

O mix de produtos representa o número total de linhas de produtos que uma empresa oferece a seus clientes. 

Por exemplo, sua empresa pode vender várias linhas de produtos, sendo que elas podem ser bastante semelhantes, como detergente para louça e sabão em barra – usados para limpeza e que utilizam tecnologias semelhantes. Ou podem ser muito diferentes, como fraldas e lâminas de barbear.

As 10 etapas do orçamento de vendas

As seguir, confira quais etapas estão envolvidas no processo de criação do orçamento de vendas e como conduzi-las.

1. Delimitação dos dados de base

A primeira coisa que você precisa fazer ao criar seu orçamento de vendas, é definir os dados que vão embasar seu cálculo.

Geralmente, o histórico de vendas é o mais usado para extrair os dados, já que apresenta o volume preciso de produtos vendidos, qual foi o capital arrecadado, o número de clientes obtidos e muito mais.

A extração e análise desses dados é facilitada quando você conta com um sistema comercial, que apresenta as informações necessárias centralizadas em um único local.

2. Mapeamento dos canais de vendas

A seguir, você precisa mapear os canais de vendas que sua empresa usa para fornecer sua solução aos clientes.

Alguns exemplos são: lojas físicas (pontos de vendas ou PDVs), lojas virtuais (e-commerce, site, redes sociais ou marketplaces), representantes comerciais, distribuidores (atacadistas ou varejistas), etc.

Aproveitando que você vai estar mapeando os canais de vendas, também faça a análise de quais destes canais estão oferecendo a melhor performance e quais não estão apresentando um bom desempenho – para saber o que manter e o que eliminar.

3. Listagem do mix de produtos

O próximo passo do seu orçamento de vendas é a relação de todos os produtos ou soluções que sua empresa oferece.

De preferência, agrupe esses produtos em linhas, tipos, segmentos, marcas, modelos, entre outros.

Em sua análise de mix de produtos, lembre-se de considerar não somente a receita gerada, mas também as deduções, custos e despesas atreladas a cada produto.

4. Estabelecimento dos preços de vendas

Este é o momento de estabelecer os preços de cada produto, em cada canal. 

Afinal, você não pode prever a receita se não souber quanto custará cada unidade vendida. Portanto, é importante definir esse ponto do seu plano.

Além disso, se houver alguma chance de esses preços variarem em qualquer ponto do período selecionado em seu orçamento de vendas, você também precisa considerar isso.

Para fazer a precificação correta dos seus produtos, confira este artigo. Além disso, você pode utilizar nossa planilha de precificação, preenchendo o formulário abaixo:

Calculadora de precificação

Precifique seus produtos com assertividade e garanta a lucratividade das suas vendas.

Preencha o formulário ao lado, e baixe agora.

Precifique seus produtos com assertividade e garanta a lucratividade das suas vendas

5. Segmentação do orçamento de vendas

Após definir a fonte de dados do seu orçamento de vendas, você deve segmentar as informações mais importantes para estruturar seu cálculo.

Como, por exemplo, os preços praticados, o perfil do seu público, seu volume de vendas, a taxa de crescimento das vendas e o poder de compra dos seus consumidores.

A partir dessas informações, você deve considerar os valores dos anos anteriores e fazer uma estimativa para o ano atual. 

Não esqueça que, para funcionar, você precisa considerar exatamente a mesma época do ano anterior.

6. Análise das mudanças do mercado

Um dos estágios mais importantes ao criar seu orçamento de vendas é analisar as variações no nicho de mercado específico em que sua empresa atua.

Para identificar seu(s) nicho(s) de mercado, você pode utilizar nosso kit, com planilha e e-book – usando suas instruções para preenchê-la.

Baixe o kit clicando na imagem abaixo:

Descubra qual é seu nicho de mercado - descubra oportunidades - com este kit

Lembre-se que, mesmo que sua empresa continue vendendo os mesmos produtos/serviços há muito tempo, o mercado não para.

Isso significa que você precisa analisá-lo regularmente, para manter sua empresa sempre alinhada às novidades e tendências.

Portanto, é fundamental analisar a situação atual, prestando atenção a indicativos de crescimento/queda e o perfil do seu segmento/consumidores.

Confira como fazer uma análise de mercado completa, passo a passo, neste outro conteúdo.

7. Cálculo das projeções

Nesta etapa do seu orçamento de vendas, você deve realizar uma possível projeção para cada um dos segmentos que você definiu na etapa 5.

Lembre-se que, nessa projeção, você deve definir 3 cenários: um pessimista, um realista e um otimista – considerando dados do histórico, taxas de crescimento (ou encolhimento, ou expansão) do Produto Interno Bruto (PIB).

É importante destacar também que esses cenários devem apresentar estimativas de quanto o mercado pode demandar da empresa – e não refletir a meta que a organização busca alcançar.

8. Definição das metas de venda

Baseando-se nas projeções realizadas, você deve determinar o volume total de vendas que serão necessárias para manter o negócio saudável.

Em seguida, você precisa dividir esse volume entre os vendedores – considerando suas cartelas de clientes e seu desempenho individual.

Nesta etapa, também é fundamental considerar o planejamento estratégico da empresa, com seus objetivos, sazonalidade do mercado, comissões e bonificações dos vendedores.

Além, é claro, do planejamento de vendas.

Não esqueça que suas metas devem sempre ser SMART (específicas, mensuráveis, orientadas à ação, realistas e temporais).

Ao colocar os planos do seu orçamento de vendas em prática, crie metas SMART
Ao colocar os planos do seu orçamento de vendas em prática, crie metas SMART

9. Delimitação dos recursos auxiliares

Seu orçamento de vendas já foi definido, e as metas de vendas estão prontas para se transformarem em tarefas para sua equipe comercial.

Mas, quais recursos vão garantir que o plano seja colocado em prática?

É nesta etapa que você define isso: quais materiais (impressos ou digitais), sistemas de automação, pesquisas terceirizadas e treinamentos serão necessários.

Este também é o momento de definir a necessidade de demandas de departamentos diferentes, como marketing, produto, contabilidade, financeiro, RH, entre outros.

10. Execução do plano e acompanhamento

Com todas as etapas anteriores finalizadas, resta colocar o plano em prática e monitorar seu progresso.

Afinal, apenas acompanhando de perto cada evolução do plano é possível aplicar as melhorias e ajustes necessários para se manter no curso do que foi planejado.

Para tanto, é indicado monitorar tanto as métricas (volume de ligações de vendas realizadas, número de propostas ativas, quantidade de reuniões realizadas com clientes), como os indicadores-chave de desempenho (taxas de conversão, nova receita pontual, ticket médio, conversões por fonte, etc).

Vale destacar que, para acompanhar seu plano, é fundamental contar com uma plataforma completa, que mostre cada aspecto do seu funil de vendas – incluindo o desempenho dos vendedores.

Como é o caso da Leads2b: a única plataforma que integra seu processo comercial desde a prospecção até o pós vendas, garantindo uma visão detalhada e prática da sua operação:

3 dicas para um orçamento de vendas eficiente

O objetivo de um orçamento de vendas é controlar e orientar as ações dos líderes comerciais para as variáveis ​​que surgem devido ao orçamento de vendas. 

Ele também permite identificar áreas de despesas que podem ser impulsionadas através de ações corretiva.

Porém, para isso, você precisa criar um orçamento de vendas assertivo – o que pode ser feito ao se aplicar as 3 dicas abaixo:

1- Fale com sua equipe 

Os membros da sua equipe de vendas têm conhecimentos em primeira mão das condições de vendas atuais na empresa. 

Justamente por isso, eles podem fornecer conhecimento valioso sobre os aumentos esperados devido a mudanças em um modelo de negócios, receita de vendas esperada de clientes atuais e muitos dos outros aspectos necessários para calcular um orçamento de vendas preciso.

Portanto, fale com sua equipe durante todo o processo de criação do orçamento de vendas.

2 – Converse com seus clientes

Muitos clientes, especialmente os mais antigos, costumam fornecer estimativas de quanto pretendem gastar em seus produtos e serviços no futuro. 

Dessa forma, solicitar essas estimativas pode oferecer descrições mais precisas da atividade de vendas no período do seu orçamento de vendas.

3 – Seja realista

Seus orçamentos serão mais precisos se você tiver honestidade e for realista com suas expectativas de atividades de vendas futuras, durante todo o processo de criação. 

Por isso, evite superestimar ou subestimar a atividade de vendas, criando estimativas baseadas em dados confiáveis e realistas.

Conclusão

Criar e manter um orçamento de vendas é a melhor forma de se preparar proativamente para o sucesso futuro da sua empresa. 

Afinal, ele traz uma visão detalhada sobre onde seu negócio tem estado, o que está acontecendo no resto do seu setor, além de ajudar você a manter tudo sob controle.

Quer saber como a Leads2b pode facilitar o processo e trazer maior assertividade para seu orçamento de vendas?

Clique neste link e converse com um de nossos consultores!

Jéssica Muller   <i class="fab fa-linkedin"></i>
Jéssica Muller  

Mãe, sagitariana, geek e apaixonada por leitura (leio 150 livros por ano). Pode me chamar de príncipe dos Sayajins.

Veja todos os artigos da Jéssica  
posts recentes
Entenda como construir suas campanhas de marketing para a Black Friday no mercado B2B

Entenda de vez como construir suas campanhas de marketing eficazes e irresistíveis para a Black Friday no mercado B2B!

Entenda como o B2B também pode aproveitar essa sazonalidade.

Você acredita que só o mercado B2C pode participar da Black Friday? Entenda como o B2B também pode aproveitar essa sazonalidade.

Descubra como fazer uma segmentação de mercado B2B assertiva

A segmentação de mercado traz eficiência e assertividade à comunicação com seu público-alvo. Aprenda como fazê-la e confira 5 exemplos de segmentação!

Aprenda como fazer seu orçamento de vendas

Descubra o que é um orçamento de vendas, como ele funciona, quais são suas etapas e confira 3 dicas para defini-lo com assertividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

aumente suas vendas

Descubra como é possível melhorar suas vendas com a Leads2b.