fbpx

Email Marketing: o que é, como fazer e qual é seu futuro?

Descubra o que é email marketing, como usá-lo em sua estratégia de marketing digital e quais métricas usar para avaliar seu sucesso.

Apesar da infinidade de ferramentas disponíveis atualmente, o email marketing continua sendo simplesmente a melhor aposta para o crescimento dos negócios.

É relativamente fácil começar a fazer e-mail marketing, então não existe desculpa para começar a aproveitar essa tática.

Mas, se você ainda não sabe como fazer, nem como medir os resultados de suas campanhas, estamos aqui para te ensinar.

Além de oferecer algumas dicas de boas práticas para que você consiga aproveitar os resultados da sua estratégia ao máximo.

Vamos lá?

Mas afinal, o que é o email marketing?

Basicamente, o email marketing é o uso de emails para promover o seu negócio, podendo ser usado de diversas outras maneiras e diferentes objetivos. Como, nutrir e cultivar o relacionamento com seus clientes, mantê-los informados sobre sua marca e fazer ofertas, estimulando o re-sell/up-sell.

Ou seja, o email marketing é uma forma de comunicação direta da sua empresa com quem está na sua base, seja ele um cliente ou possível comprador. 

É bem parecido com as promoções de mala direta, com a vantagem de ser muito mais eficiente.

Afinal, ao utilizá-lo, é possível adotar plataformas que automatizam toda sua estratégia, trazendo escalabilidade para essa técnica.

Duas das estratégias de email marketing são o ressell e o upsell. Use-as em sua campanha com nossos templates matadores

Por que fazer email marketing?

Qualquer modelo de negócio pode se beneficiar ao trabalhar com disparos de email marketing, contanto que tenha os objetivos corretos em mente. 

A utilização do email na sua estratégia de marketing tem algumas vantagens sobre os demais canais. 

Vamos ver as principais delas.

Previsibilidade

Diferente de outros canais como Facebook ou Instagram, não existe um algoritmo limitador do seu alcance orgânico

O que queremos dizer com isso? 

O email é o único canal que se você direcionar para 1.000 pessoas ele vai entregar exatamente para 1.000 pessoas. 

É claro que existem alguns problemas que podem ocorrer devido a hard bounce e soft bounce (que vamos entender mais para frente). 

Porém, nenhum outro canal entrega organicamente, em média, sua mensagem para 98% da base de contatos escolhida. 

Essa assertividade que o email traz para sua comunicação é o maior desejo de qualquer profissional de marketing. 

Alto retorno sobre investimento (ROI)

Segundo dados da Campaing Monitor, as ações de email marketing têm um retorno de $44 para cada $1 gasto.

Ou seja, para usar as técnicas de email marketing é preciso muito pouco investimento.

Basicamente, você precisa de um domínio – por exemplo, @leads2b.com – e uma ferramenta que faça os disparos de emails. 

Contabilize as horas do responsável por realizar essa estratégia e pronto! 

Esse é o seu gasto com o email marketing.  

Um dos canais mais efetivos para conquistar novos clientes

Segundo pesquisas, o email marketing é significantemente mais efetivo para conquistar novos clientes do que as redes sociais, cerca de 40 vezes mais!

Formato flexível  

O email marketing tem o formato que você escolher. 

Não existe nenhuma limitação, como as dos anúncios ou postagens em redes sociais.

Isso é uma oportunidade única para os profissionais de marketing explorarem sua criatividade com gifs, imagens, vídeos ou até um texto puro.

Quem decide é você- baseado, é claro, nas preferências do seu público e respeitando a identidade da sua marca

Ajuda sua estratégia de conteúdo

Uma das dificuldades de aumentar a relevância do seu conteúdo é a divulgação.

O email marketing é uma poderosa técnica para compartilhar seu conteúdo, conseguir backlinks (link criado quando um site é vinculado a outro, o que ajuda na relevância do seu conteúdo aos olhos dos mecanismos de busca).

Também é uma excelente estratégia para trazer tráfego para o seu site ou blog.

Como construir um planejamento estratégico de email marketing?

Agora que entendemos os benefícios de uma estratégia de email marketing, vamos colocar a mão na massa. 

Mas o que é preciso para construir uma estratégia de email que seja bem sucedida? 

Alguns pontos devem ser considerados antes de começar a escrever seus emails:

  • Defina seus objetivos 
  • Construa suas listas 
  • Crie sua campanha de email marketing.

Como definir meus objetivos no email marketing?

Primeiramente, compreenda as razões que levaram você a desejar trabalhar com essa técnica. 

Lembre que seus objetivos sempre devem ser: 

  • Específicos: entenda o seu alvo e como você pode se beneficiar depois de cada campanha
  • Mensuráveis: especifique claramente cada indicador responsável por avaliar o sucesso da sua estratégia. 
  • Atingíveis: você precisa compreender as habilidades do seu time, os recursos e orçamentos que você tem para realizar essa estratégia. Só assim é possível definir um objetivo tangível e que não traga decepções
  • Relevantes: devem entregar real valor para o seu cliente

Temporais: você precisa definir um período para avaliar cada campanha que for lançada.

Seus objetivos na estratégia de email marketing devem ser específicos, mensuráveis, atingíveis e relevantes
Seus objetivos na estratégia de email marketing devem ser específicos, mensuráveis, atingíveis e relevantes

Como construir listas? 

Agora que você tem seus objetivos traçados, é o momento de construir suas listas para os disparos. 

Você pode ter possíveis compradores ou clientes na sua base, o que facilita muito essa estratégia. 

Mas qualquer maneira de captação de email é uma forma de construir listas. 

Lembre-se que, quanto mais informação você possuir, maior será a personalização da sua comunicação.

Porém, cuidado para não pedir muitos dados dos usuários de uma vez. Isso pode acabar reduzindo suas conversões. 

Afinal, ninguém quer ter que responder um interrogatório para conseguir ter acesso a um simples e-book, por exemplo.

Por isso, é preciso encontrar um equilíbrio entre o valor do que você está oferecendo e quantidade de dados do usuário que você solicita.

Construa suas campanhas 

Com tudo os passos alinhados e suas listas montadas, é o momento de construir suas campanhas. 

Para isso siga os seguintes passos: 

  • Escolha suas listas de contato
  • Crie templates de emails personalizados e com contexto para cada lista
  • Verifique todas as configurações das suas campanhas e de mensuração delas
  • Envie emails teste.

Boas práticas para email marketing

Agora que você já compreendeu quais são os benefícios que o email marketing pode trazer para o seu negócio, vamos entender quais são as melhores práticas para escrever os emails.

Defina uma frequência de disparos

Quando você constrói suas campanhas de email marketing, precisa definir a frequência dos seus disparos. 

Vamos pensar juntos: um dos objetivos do email marketing é a nutrição e o desenvolvimento do relacionamento com a sua base, certo?

Portanto, ao definir uma frequência de disparos, sua base de contatos cria uma expectativa de receber seus conteúdos em determinados dias.

Por exemplo, se você dispara uma newsletter toda segunda-feira, os contatos inscritos dentro dessa segmentação esperam receber seus conteúdos nesse dia.

Assim, você desenvolve um relacionamento com a sua base, além de construir sua autoridade de marca.  

Menos é mais

Se você construir um template com mais de 650 pixels, o possível comprador ou cliente vai ter que rolar a barra lateral para ler toda a sua mensagem. 

E, no meio digital, quanto mais complicado é o acesso à informação maior é sua taxa de rejeição

Portanto, mantenha sua mensagem o mais objetiva e concisa possível – e isso quer dizer: que possa ser lida na íntegra sem precisar rolar a página. 

Segmente suas listas de disparo 

Como já vimos, o email sem personalização e sem contexto não vale de nada. 

Por isso, é fundamental que você segmente suas listas de disparos. 

Você deve compreender o contexto em que aquele possível comprador ou cliente se encontra e elaborar uma comunicação altamente personalizada para ele. 

Dessa forma, você vai conseguir trazer relevância para a sua mensagem e demonstrar que realmente conhece as dores e problemas que aquele grupo de pessoas enfrenta.

Para uma campanha de email marketing mais relevante e personalizada, você deve conhecer a fundo a dor do cliente. Descubra como identificá-la com este ebook

Trabalhe com a linguagem adequada

Ao escrever seu email marketing, sempre lembre com quem você está conversando. 

Use sua persona nesse momento.

Assim, você vai compreender qual é a comunicação que o seu cliente usa, se aproximando dele e trazendo empatia para a sua mensagem.

Por exemplo, digamos que sua empresa entrega uma solução para advogados.

Nesse caso, usar gifs, gírias e uma comunicação muito informal pode não ser a melhor opção. 

Escreva assuntos convincentes, mas concisos 

Talvez esse seja um dos pontos mais complicados dentro de uma estratégia de email marketing. 

Seus assuntos são o primeiro contato do seu possível comprador ou cliente com a mensagem que você quer passar. 

Portanto, esse é o momento de convencê-lo a abrir sua mensagem. 

Mas cuidado, sua linha de assunto deve ter de 30 a 50 caracteres.

Afinal, um título mais longo quebra na caixa de entrada do seu contato, perdendo toda a persuasão da sua mensagem. 

Use mais de uma chamada para ação (CTA) – mas com o mesmo objetivo 

No seu email marketing, você pode ter diversos objetivos – mas aconselhamos a manter somente um objetivo por email

Assim, você não causa confusão ao usuário e, principalmente, não traz para ele a dúvida da escolha. 

Por exemplo, ao mandar um email divulgando um conteúdo sobre marketing digital e, no mesmo email, uma chamada para ação (CTA) para ele solicitar um contato de um especialista. 

Construindo esse modelo de template, você dá duas opções de ações muito diferentes para o usuário, tornando a mensagem confusa.

O ideal seria você encaminhar um email com o conteúdo e, após ele baixar o material, disparar um email para ele solicitar o contato com um especialista. 

Mas, uma boa prática é colocar vários CTAs para o mesmo objetivo. 

Por exemplo, digamos que você quer que o usuário baixe um material.

Você pode disponibilizar o mesmo link em uma imagem no cabeçalho, no nome do conteúdo durante o texto e, por fim, no botão.

Isso pode aumentar muito sua taxa de clique. 

Use o User Generated Content (UGC) nos seus emails

UGC é qualquer formato de conteúdo criado pelo usuário final da sua solução, depoimentos, vídeos, etc. 

Usar reviews dos seus produtos ou feedbacks positivos é uma técnica popular no email marketing – e que você deve adotar. 

Você também pode usar técnicas de feedback adicionando o like ou dislike nos seus emails. 

Usar técnicas de gamificação buscando maior interação dentro dos seus emails é outra forma de aumentar suas taxas de cliques e respostas.

Pense nos dispositivos móveis

Segundo a pesquisa Global Mobile Consumer Survey Brasil, da consultoria Delloitte, 35% dos usuários de smartphones leem seus emails profissionais em seus celulares pelo menos uma vez a cada hora. 

Grande parte dos usuários usa algum dispositivo móvel para ler seus emails profissionais
Grande parte dos usuários usa algum dispositivo móvel para ler seus emails profissionais

Além disso, trabalhe com interações voltadas para dispositivos móveis. Afinal, interatividade gera engajamento. 

Ações interativas trazem um valor de entretenimento para os usuários, promovendo assim, o engajamento, cliques e outras ações dentro do seu email marketing.

A ideia é construir ações que façam seus contatos não quererem sair dos seus emails

Principais elementos para emails interativos

  • Botões e CTA’s animados 
  • Imagens interativas e carrosséis controlados pelo usuário
  • Ações que estimulam o usuário a rolar a barra para mostrar promoções de produtos
  • Pesquisas e conteúdo interativo gerado pelo usuário.

Conteúdo, design e códigos acessíveis 

Cada vez mais vemos assistentes de voz e nossos smartphones fazendo leituras de texto e reproduzindo áudios – e esses dispositivos inteligentes conseguem ler os emails que você manda. 

Portanto, é preciso desenhar o seu email marketing pensando nesses dispositivos e nesse comportamento, construindo chamadas para ação auditivas.

Além disso, acessibilidade gerada por essa estratégia é importante porque os usuários podem ter alguma deficiência ou alguma incapacidade temporária. 

Por exemplo, pessoas com enxaqueca ou fotofobia e que sentem um desconforto enorme ao focar a visão em telas, mesmo que pouco iluminadas.

Assim, é preciso desenvolver conteúdo, design e código acessível para esses casos.

Interaja com sua base de contatos

O digital tornou a comunicação uma via de mão dupla. Ou seja, o cliente tem voz ativa na sua comunicação. 

E esse ponto interfere diretamente na sua estratégia de email marketing. 

Por isso, não pense nos seus emails somente como um canal de promoção. 

Estabeleça conversas, faça perguntas instigantes para seus possíveis compradores/clientes e, principalmente, responda quem te responder.

Métricas para avaliar sua estratégia de email marketing

Depois de você construir seus objetivos e elaborar seus templates de email marketing, é preciso entender quais são as métricas mais relevantes para sua estratégia. 

Crescimento da sua lista de contatos

Possuir uma lista de emails sempre renovada, geralmente, traz maior engajamento com suas campanhas por se tratar de conversões recentes. 

Por isso, é importante sempre estar atraindo novos possíveis compradores interessados para a sua base. E, caso esse número esteja em queda, é a hora de rever suas estratégias de aquisição.

Conte com a Leads2b para automatizar sua prospecção de empresas e suas campanhas de email marketing

Taxa de abertura 

A taxa de abertura é o número de pessoas que abriram seu email dividido pelo número de pessoas que o receberam. 

Essa métrica, na verdade, não é muito exata, já que praticamente todos os serviços de email consideram uma abertura quando o usuário autoriza a exibição de uma imagem. 

Com isso, sua taxa de email sempre será um pouco maior que a realidade, e ela também não diz se o seu contato leu só uma linha do seu email ou ele inteiro. 

Ainda assim, essa taxa é muito relevante para você compreender o impacto dos assuntos do seu email, se eles estão persuasivos ou não.

Então, você pode fazer testes A/B sobre os assuntos do seu email, além de mostrar quais são os melhores horários ou dias para seus disparos.

Taxa de clique 

A taxa de clique é a divisão entre emails abertos por clicados. 

Por exemplo, se você dispara um email que teve 1.000 aberturas e 200 cliques, sua taxa de clique é de 20%. 

Essa métrica é fundamental para compreender o sucesso da sua mensagem. 

Ela demonstra se sua comunicação foi relevante, se sua segmentação foi a correta ou se sua oferta foi realmente boa

É importante compreender que cada formato e objetivo de email marketing vai ter uma taxa de clique diferente.

Por isso, você precisa compreender quais são os seus objetivos e quais métricas serão responsáveis por avaliar o sucesso do seu email.

Leads gerados 

Essa métrica não é direta ao email marketing, porém, é um indicador de sucesso do seu negócio. 

Os leads são usuários que interagiram com seu conteúdo, baixaram algum material e demonstraram interesse em saber mais sobre sua solução.

Digamos que você constrói uma campanha de email marketing buscando conversão em um material.

Como resultado, seus emails têm uma boa taxa de abertura, uma boa taxa de cliques, mas uma baixa taxa de conversão na sua landing page (página onde o material foi disponibilizado).

Podemos identificar as seguintes situações: 

  • Sua landing page não está tão persuasiva como seu email
  • O que você prometeu no email não é condizente com o material de entrega
  • Seu contato não viu valor no material pela quantidade de dados que ele vai ter que entregar (formulário muito extenso).

Taxa de Hard Bounce

O hard bounce ocorre quando o destinatário não pode receber o seu email de forma permanente

Isso pode acontecer caso o email tenha sido digitado com erros na hora de cadastrar em alguma landing page ou o endereço não existe mais.

Por exemplo, no caso de e-mails corporativos em que o colaborador foi desligado e sua conta desativada. 

A taxa de hard bounce é calculada dividindo o número total de contatos que você disparou o email pelo número de destinatários que não puderam recebê-lo permanentemente.  

Vale destacar que o hard bounce é muito perigoso para sua estratégia, já que pode fazer com que seus disparos caiam na caixa de spam.

Em casos muito recorrentes, pode até causar o bloqueio do seu servidor.

Taxa de Soft Bounce

O soft bounce se dá quando, seu email marketing é impedido de ser entregue ao destinatário temporariamente

Isso acontece por problemas do servidor para quem você disparou o email ou a caixa de emails do destinatário está cheia. 

A taxa de soft bounce é calculada dividindo o número de contatos totais que você disparou o email pelo número de contatos que, temporariamente, possuem algum dos problemas acima.

Conclusão 

Hoje, vimos o que é o email marketing, o que é preciso para colocar essa técnica em ação e quais são as boas práticas da estratégia. 

Essa é uma técnica que, quando bem feita, pode ser um grande alavancador do seu negócio – seja para promover um produto, sua marca ou conquistar novos clientes. 

Também vimos que o email marketing precisa se reinventar para os usuários de hoje, buscando maior interação e participação do usuário na conversa. 

Por isso, não fique somente no comum, teste novos formatos e abuse da sua criatividade para entregar uma experiência surpreendente para os seus usuários.

No que precisar de ajuda, já sabe: conte conosco!

Murillo Olsen     <i class="fab fa-linkedin"></i>
Murillo Olsen  

Analista de Marketing, apaixonado por comunicação digital e fã da frase "só mais um episódio". 

Veja todos os artigos do Murillo  
Jéssica Muller   <i class="fab fa-linkedin"></i>
Jéssica Muller  

Mãe, sagitariana, geek e apaixonada por leitura (leio 150 livros por ano). Pode me chamar de príncipe dos Sayajins.

Veja todos os artigos da Jéssica  
posts recentes
Aprenda a fazer - e revisar - sua precificação de produtos

Descubra o que é, a importância da revisão e como fazer a precificação de produtos e serviços com precisão e assertividade.

Descubra o que é o planejamento de vendas, sua importância, quais são seus objetivos e benefícios, como fazer passo a passo e porque começar em novembro.

Descubra o que é o planejamento de vendas, sua importância, quais são seus objetivos e benefícios, como fazer passo a passo e porque começar em novembro.

Descubra o que é a venda consultiva, porque adotar, confira exemplos para se inspirar, 5 passos para implementar e dicas para aplicá-la efetivamente.

Descubra o que é, a importância, os benefícios e como estruturar o pós vendas em sua empresa e encantar seus clientes!

Descubra o que é um modelo de gestão e confira dicas para melhorar o seu

Mais do que saber o que é um modelo de gestão, veja dicas de um CEO de como aplicar e melhorar no seu dia a dia de forma prática.

2 comentários em “Email Marketing: o que é, como fazer e qual é seu futuro?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

aumente suas vendas

Descubra como é possível melhorar suas vendas com a Leads2b.