Go-to-market

Confira dicas, estratégias e ferramentas para conquistar vantagem competitiva no mercado e ampliar sua base de clientes para acelerar o crescimento do seu negócio.

Ver artigos da categoria >

Mercado

Fique de olho nas tendências de mercado,  no comportamento dos consumidores e nas novidades do setor. Tenha informações sólidas para ajustar suas estratégias conforme as mudanças no mercado.

Ver artigos da categoria >

Processos comerciais

Entenda as melhores práticas e ferramentas essenciais para gerenciar suas vendas. Veja como otimizar leads e tornar seus processos comerciais mais eficientes.

 

Ver artigos da categoria >

Marketing

Descubra estratégias eficazes e dicas práticas para promover seus produtos e serviços. Aumente o reconhecimento da sua marca e acompanhe a demanda no mercado.

Ver artigos da categoria >

Marketing digital

Fique de olho nas melhores técnicas digitais para atrair e engajar clientes: SEO, mídias sociais e e-mail marketing — tudo para ajudar seu negócio a se destacar online.

Ver artigos da categoria >

Jornada de compra

Compreenda o caminho do consumidor, desde a descoberta inicial até a decisão de compra com guias detalhados e insights valiosos para melhorar cada etapa dessa jornada.

Ver artigos da categoria >

Tecnologia

Acompanhe as ultimas tendencias em tecnologia de Marketing e Vendas

Ver artigos da categoria >

Vendas

Estude abordagens estratégicas e práticas comprovadas para aumentar suas vendas e fechar negócios com sucesso.

Ver artigos da categoria >

Pós venda

Ingresse em um universo de técnicas para fidelizar seus clientes (tanto as consolidadas como as disruptivas), oferecer um atendimento de excelência e garantir a satisfação após a venda.

Ver artigos da categoria >

Prospecção de clientes

Saiba como identificar e captar novos clientes potenciais usando técnicas inovadoras e eficazes. Amplie sua base de clientes de forma direcionada e inteligente!

 

Ver artigos da categoria >

Técnicas de vendas

Aprenda como melhorar suas habilidades de vendas com dicas práticas e abordagens que ajudam a converter leads em clientes satisfeitos.

 

Ver artigos da categoria >

Gestão

Acesse uma verdadeira biblioteca para uma liderança eficaz, otimização de processos e alcance de metas organizacionais. Veja como uma boa gestão pode fazer a diferença!

Ver artigos da categoria >

Gestão de vendas

Veja como gerenciar sua equipe de vendas com eficácia, definindo metas claras e implementando técnicas para maximizar os resultados.

 

Ver artigos da categoria >

Produtividade

Aumente sua eficiência e a da sua equipe de vendas com dicas e ferramentas projetadas para melhorar a produtividade. Faça mais em menos tempo.

Ver artigos da categoria >

Indicadores comerciais

Transforme dados em ações estratégicas que impulsionam seu negócio aprendendo tudo sobre as métricas chave para analisar e melhorar seu desempenho comercial.

Ver artigos da categoria >

Academy

Uma seleção dos cursos mais estratégicos, ministrados por nossos especialistas, apresentando técnicas e metodologias que usamos diariamente aqui na operação da Leads2b. Confira e impulsione seus resultados comerciais!

Conheça a Leads2b Academy>

Estudos de casos

Leia na íntegra histórias das empresas que, como a sua, buscavam alavancar suas operações comerciais e conquistar vantagem competitiva no mercado — e como conseguiram alcançar esse objetivo com o apoio da Leads2b!

Ver estudos >

Leads2b Academy

Aprenda mais sobre vendas

Clique para compartilhar:

Descubra o que é SaaS e saiba tudo sobre o software como serviço

No mundo da tecnologia e dos negócios, a sigla SaaS tem ganhado destaque como uma das formas mais eficientes e populares de entrega de software. 

Mas afinal, o que é SaaS? Neste modelo, as aplicações são hospedadas por um provedor de serviços e disponibilizadas aos clientes pela internet. Este artigo abordará em detalhes deste modelo, suas vantagens, desvantagens, exemplos práticos e como ele está transformando a maneira como usamos a tecnologia.

O que são empresas SaaS?

As empresas SaaS trabalham com um modelo de distribuição de software em que os aplicativos são oferecidos como um serviço acessível pela internet, em vez de serem instalados localmente em computadores ou servidores das empresas. Neste modelo, o provedor de serviços cuida de toda a infraestrutura, manutenção e atualizações do sistema, permitindo que os usuários se concentrem apenas em utilizar a aplicação.

Características do Software as a Service:

  • Acessibilidade pela internet: os usuários acessam o software via navegadores web, eliminando a necessidade de instalações locais
  • Modelo de assinatura: geralmente, os serviços SaaS são cobrados com base em uma assinatura mensal ou anual
  • Manutenção e atualizações automáticas: o provedor do serviço gerencia todas as atualizações e manutenção do software
  • Escalabilidade: facilmente escalável conforme as necessidades do usuário ou da empresa crescem.

Quantos modelos de SaaS existem?

Os modelos freemium e free trial são duas estratégias populares utilizadas por empresas SaaS para atrair usuários e converter vendas. Entenda as diferenças entre os dois modelos abaixo:

FreemiumFree trial
Usuários têm acesso gratuito a uma versão básica do software (geralmente com algumas limitações, como anúncios ou funcionalidades reduzidas), sem limitação de tempo. Assim, podem experimentar o produto e se familiarizar com suas funcionalidades.Para acessar recursos avançados ou desbloquear funcionalidades adicionais, os usuários precisam pagar por uma assinatura premium.Usuários têm acesso completo a todas as funcionalidades do software por um período de tempo limitado, geralmente entre 7 a 30 dias, podendo usar o software sem restrições, como se fossem clientes pagantes.Após o término do período de teste, os usuários precisam decidir se querem continuar usando o serviço e adquirir uma assinatura.
Modelos de SaaS

Quais as diferenças entre empresas SaaS e softwares?

Basicamente, enquanto empresas SaaS oferecem software como um serviço hospedado na nuvem e acessível via internet, softwares tradicionais são instalados localmente nos sistemas dos usuários. Veja:

Empresas SaaSSoftwares
Oferecem software hospedado na nuvem, acessível via internet, geralmente por meio de uma assinatura.Assim, o software é fornecido como um serviço, o que significa que os usuários pagam uma taxa recorrente (mensal ou anual) para acessar e utilizar o software.São instalados localmente em computadores físicos ou em servidores da própria empresa.Geralmente, são vendidos com licenças perpétuas ou anuais, onde o cliente compra uma cópia do software e a instala em seus próprios sistemas.
Empresas SaaS x softwares

Qual a diferença entre cloud e SaaS?

A computação em nuvem (cloud) abrange vários modelos de serviço, incluindo SaaS, que é especificamente voltado para fornecer aplicativos de software acessíveis via internet.

Cloud (Nuvem)SaaS (Software as a Service)
Uso de servidores remotos hospedados na internet para armazenar, gerenciar e processar dados, em vez de usar um servidor local ou um computador pessoal.Inclui vários modelos de serviço, como IaaS (Infrastructure as a Service), PaaS (Platform as a Service) e SaaS (Software as a Service).
Exemplos: AWS (Amazon Web Services), Microsoft Azure, Google Cloud.
Modelo dentro da computação em nuvem, onde o software é hospedado na nuvem e acessado via internet, geralmente através de um navegador web.Os clientes pagam uma assinatura para acessar e utilizar o software, que é mantido e atualizado pelo provedor de serviços SaaS.
Exemplos: Amazon Prime Video, Dropbox, Spotify.
Cloud x SaaS

Quais são as vantagens do SaaS?

Adotar soluções SaaS traz uma série de benefícios significativos para as empresas e os usuários finais:

  • Custo mais baixo para usar: elimina a necessidade de comprar hardware, instalar e manter software localmente
  • Acessível a partir de qualquer lugar: usuários podem acessar o software de qualquer lugar com conexão à internet, facilitando a colaboração entre equipes distribuídas geograficamente
  • Pode ser personalizado: oferece facilidade para escalar os recursos conforme necessário sem grandes investimentos, permitindo adaptar rapidamente o uso do software às necessidades do negócio
  • Recebe atualizações automáticas: o provedor cuida de todas as tarefas de manutenção, assim os usuários sempre têm acesso às versões mais recentes do software
  • Integra facilmente com outros sistemas: permitindo que empresas construam ecossistemas de software robustos e integrados
  • É mais seguro e confiável: visto que provedores de SaaS geralmente investem em segurança robusta. Aliás, backups automáticos e estratégias de recuperação de desastres geralmente estão incluídos.

Como funciona o SaaS?

O Software as a Service funciona da seguinte forma: ele é hospedado e operado por um provedor de serviços na nuvem, que gerencia toda a infraestrutura, servidores, manutenção e atualizações. Assim, os usuários acessam o software através de um navegador web, não precisando instalar nada localmente além de um navegador e uma conexão com a internet.

Geralmente, ele é oferecido sob um modelo de assinatura, onde os clientes pagam uma taxa recorrente (mensal ou anual) pelo uso do software. Sendo que o provedor é responsável por manter o sistema atualizado, implementando melhorias, correções de bugs e novas funcionalidades automaticamente.

Além disso, muitas vezes, o software SaaS é multi-inquilino, o que significa que uma única instância do software serve múltiplos clientes, cada um com seus próprios dados e configurações seguras. Essa abordagem simplifica o uso de software, reduzindo custos de implementação e manutenção, e proporciona acesso a tecnologias avançadas de forma acessível e conveniente.

Como são feitas as cobranças neste modelo?

Como vimos acima, no modelo SaaS, as cobranças são geralmente feitas de forma recorrente, seguindo o modelo de assinatura. Os métodos de pagamento mais comuns incluem:

  • Boleto bancário: os clientes recebem um boleto bancário com o valor da assinatura a ser pago em uma data específica. Eles podem pagar em qualquer banco ou pela internet, seguindo as instruções no boleto
  • Débito no cartão de crédito: muitas empresas SaaS oferecem a opção de pagamento por cartão de crédito. Os clientes fornecem os detalhes do cartão e a cobrança é automaticamente debitada no cartão de crédito cadastrado na data de vencimento
  • Débito automático em conta corrente: algumas empresas também oferecem a opção de débito automático em conta corrente. Os clientes autorizam o provedor de serviços a debitar o valor diretamente de sua conta corrente na data de vencimento.

Esses métodos de pagamento proporcionam conveniência tanto para o provedor de serviços quanto para os clientes, garantindo que as assinaturas sejam pagas de forma fácil e segura.

Saiba mais sobre preficicação no modelo SaaS neste material

Quais mercados mais aderem ao SaaS?

O modelo SaaS é amplamente adotado em diversos mercados, incluindo:

  • Software CRM: empresas que buscam gerenciar relacionamentos com clientes de forma eficiente, como a Leads2b
  • Cloud Service: provedores de serviços em nuvem como Amazon Web Services (AWS), Microsoft Azure
  • Plataforma e-commerce: plataformas que facilitam a criação e gestão de lojas online, como Shopify, BigCommerce
  • SAC (Sistemas de Atendimento ao Cliente): ferramentas para gestão de atendimento ao cliente, como Zendesk, Freshdesk
  • Comunicação empresarial: ferramentas para comunicação interna e colaboração, como Slack, Microsoft Teams
  • Project management: ferramentas para gestão de projetos, como Asana, Trello
  • Software ERP: sistemas integrados de gestão empresarial, como SAP Business One, Oracle ERP Cloud
  • Streaming: plataformas de streaming de vídeo e música, como Netflix, Spotify
  • E-learning: plataformas de ensino à distância, como Udemy, Coursera
  • Games: plataformas de jogos online, como Steam, Xbox Game Pass.

Quais marcas trabalham com o modelo SaaS?

Atualmente, inúmeras empresas empresas atuam com o SaaS visando oferecer como diferencial os benefícios de escalabilidade, acessibilidade e atualizações automáticas que o modelo proporciona, gerando uma melhor experiência aos seus clientes.

  • Google Workspace: o Google Workspace (antigo G Suite) é uma suíte de produtividade baseada em nuvem que inclui Gmail, Google Drive, Google Docs, Google Sheets e outros aplicativos. As empresas utilizam o Google Workspace para e-mails, armazenamento de arquivos, edição colaborativa de documentos e comunicação interna
  • Slack: ferramenta de comunicação e colaboração em equipe que permite o envio de mensagens instantâneas, criação de canais temáticos e integração com diversas outras ferramentas de produtividade
  • Alura: plataforma brasileira de cursos online que oferece aprendizado em diversas áreas do conhecimento
  • VTEX: plataforma de e-commerce que oferece soluções completas para vendas online, incluindo gestão de estoque, pagamentos, entre outros serviços. 

Quanto custa o investimento inicial nessa aplicação?

O investimento inicial em uma aplicação SaaS pode variar amplamente dependendo do tipo de serviço e da empresa provedora. Geralmente, o custo inicial é relativamente baixo em comparação com soluções tradicionais de software. Aqui estão alguns aspectos a considerar:

  • Implementação: muitos serviços SaaS não requerem um investimento inicial significativo para implementação. Os custos iniciais podem ser limitados a taxas de configuração mínimas ou até mesmo inexistentes, dependendo do serviço
  • Licenciamento: o modelo de licenciamento SaaS geralmente envolve uma taxa mensal ou anual por usuário, o que pode variar dependendo do número de usuários e dos recursos necessários
  • Customização: a personalização de uma solução SaaS geralmente envolve custos adicionais, mas esses são geralmente menores do que as soluções de software tradicional
  • Operacionais contínuos: os custos operacionais incluem a taxa de assinatura recorrente, que pode variar de acordo com o uso e os recursos consumidos
  • Integração: integrar um sistema SaaS com outras plataformas pode envolver custos adicionais, mas muitas vezes isso é facilitado pelas APIs e ferramentas de integração fornecidas pela própria plataforma.

Enfim, o investimento inicial em uma aplicação SaaS pode ser consideravelmente mais baixo do que em soluções tradicionais, tornando o modelo atraente para empresas de todos os portes.

Quais os desafios do SaaS?

O modelo SaaS oferece muitas vantagens, mas também apresenta alguns desafios que as empresas precisam considerar:

  • Dependência de conectividade: como o SaaS depende de uma conexão de internet estável, sem uma boa conexão, os usuários podem enfrentar problemas de desempenho e acessibilidade
  • Integração com sistemas legados: esse arranjo pode ser complexo e pode exigir ajustes significativos na infraestrutura existente
  • Problemas de performance: dependendo do provedor de serviços, pode haver problemas de desempenho durante períodos de pico de uso
  • Risco de fornecedor: a dependência do fornecedor pode trazer riscos se o provedor enfrentar problemas financeiros ou decidir mudar suas políticas de serviço.

Esses desafios podem ser gerenciados com planejamento cuidadoso e a escolha do provedor de SaaS correto, mas é importante que as empresas estejam cientes deles ao considerar a adoção.

Quer ter sucesso no seu setor? Conte com a plataforma comercial mais completa do mercado

Qual o cenário deste modelo no país?

O cenário do Software as a Service no Brasil tem se mostrado cada vez mais promissor e em expansão nos últimos anos. Algumas características principais desse cenário incluem:

  • Crescimento acelerado: este mercado tem experimentado um crescimento significativo o Brasil, impulsionado pela digitalização das empresas e pela adoção de tecnologias em nuvem
  • Adoção por pequenas e médias empresas: as PMEs estão cada vez mais adotando soluções deste modelo devido à sua escalabilidade, acessibilidade e facilidade de implementação
  • Mercados verticais em crescimento: setores como finanças, varejo, saúde, educação e serviços estão adotando Software as a Service para diversas finalidades, como CRM, ERP, gestão de projetos, entre outros
  • Concorrência e diversificação: há uma grande variedade de empresas do ramo no Brasil, oferecendo soluções para diferentes necessidades e segmentos de mercado. Isso cria um ambiente competitivo que beneficia os consumidores com mais opções e preços competitivos
  • Investimentos e inovação: o mercado brasileiro de SaaS tem atraído investimentos significativos, tanto de investidores locais quanto internacionais que estão impulsionando a inovação e o desenvolvimento de novas soluções
  • Aceleração digital: a pandemia de COVID-19 acelerou a transformação digital das empresas brasileiras, aumentando a demanda por soluções que suportem o trabalho remoto e a colaboração online
  • Desafios regulatórios: apesar do crescimento, há desafios regulatórios que as empresas do ramo precisam enfrentar e se adaptar
  • Internacionalização: algumas empresas brasileiras deste modelo têm buscado expandir para mercados internacionais, aproveitando suas soluções inovadoras e competitivas.

Assim, o cenário do SaaS no Brasil é dinâmico e promissor, com um crescimento sustentável impulsionado pela digitalização das empresas e pela demanda crescente por soluções flexíveis, acessíveis e eficientes.

Como medir os resultados no modelo SaaS?

No modelo Software as a Service, existem várias métricas importantes para medir o desempenho e a saúde do negócio. Aqui estão algumas das principais:

  • MRR (Monthly Recurring Revenue):receita mensal recorrente gerada pelos clientes através das assinaturas de seus serviços. Seu cálculo é feito somando todas as receitas recorrentes mensais dos clientes. Assim, indica a previsibilidade e a estabilidade da receita mensal do negócio
    • Fórmula: MRR = Soma das receitas recorrentes mensais dos clientes
  • Churn:taxa de cancelamento de clientes dentro de um determinado período de tempo. Pode ser calculada em termos de número de clientes ou de receita. Mede a saúde do relacionamento com os clientes e a necessidade de retenção
    • Fórmula: Churn = (Número de clientes que cancelaram / Número total de clientes) * 100
  • CAC (Customer Acquisition Cost):custo médio para adquirir um novo cliente. Inclui todos os custos de vendas e marketing divididos pelo número de novos clientes adquiridos durante um período específico. Ajuda, portanto, a avaliar a eficiência dos investimentos em marketing e vendas na aquisição de clientes
    • Fórmula: CAC = (Custo total de vendas e marketing / Número de novos clientes adquiridos)

Entenda a métrica do CAC

Essas métricas são essenciais para entender o desempenho do negócio SaaS, fornecendo insights valiosos para ajustar estratégias, melhorar a retenção de clientes e otimizar o crescimento da receita.

O software como serviço está dominando o mercado

O Software as a Service é uma solução poderosa e flexível que oferece inúmeras vantagens para empresas de todos os tamanhos. Ao compreender o que é, seus benefícios e desafios, e como escolher a solução certa, as empresas podem aproveitar ao máximo esse modelo de software e melhorar sua eficiência, colaboração e inovação. 

Com a constante evolução do mercado de SaaS, novas oportunidades e tecnologias continuarão a surgir, moldando o futuro do trabalho e da tecnologia.

Sumário
0 0 votes
Nota do Artigo
Assine
Nofique se

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Leia mais artigos do nosso blog:

Saiba chatbot o que é e como esse assistente virtual que usa IA para conversas em texto pode te ajudar a vender mais
Entenda o que é BDR: um profissional especialista em qualificar potenciais clientes e agilizar o ciclo de vendas. Saiba tudo sobre ele!
abm-account-based-market-leads2b
O-QUE-E-MARKETING-LEADS2B
plg-leads2b
blog_template-de-email-1024x512
pql-leads2b
o-que-5w2h-leads2b

Assine nossa newsletter

Receba nossos conteúdos em primeira mão