Go-to-market

Confira dicas, estratégias e ferramentas para conquistar vantagem competitiva no mercado e ampliar sua base de clientes para acelerar o crescimento do seu negócio.

Ver artigos da categoria >

Mercado

Fique de olho nas tendências de mercado,  no comportamento dos consumidores e nas novidades do setor. Tenha informações sólidas para ajustar suas estratégias conforme as mudanças no mercado.

Ver artigos da categoria >

Processos comerciais

Entenda as melhores práticas e ferramentas essenciais para gerenciar suas vendas. Veja como otimizar leads e tornar seus processos comerciais mais eficientes.

 

Ver artigos da categoria >

Marketing

Descubra estratégias eficazes e dicas práticas para promover seus produtos e serviços. Aumente o reconhecimento da sua marca e acompanhe a demanda no mercado.

Ver artigos da categoria >

Marketing digital

Fique de olho nas melhores técnicas digitais para atrair e engajar clientes: SEO, mídias sociais e e-mail marketing — tudo para ajudar seu negócio a se destacar online.

Ver artigos da categoria >

Jornada de compra

Compreenda o caminho do consumidor, desde a descoberta inicial até a decisão de compra com guias detalhados e insights valiosos para melhorar cada etapa dessa jornada.

Ver artigos da categoria >

Tecnologia

Acompanhe as ultimas tendencias em tecnologia de Marketing e Vendas

Ver artigos da categoria >

Vendas

Estude abordagens estratégicas e práticas comprovadas para aumentar suas vendas e fechar negócios com sucesso.

Ver artigos da categoria >

Pós venda

Ingresse em um universo de técnicas para fidelizar seus clientes (tanto as consolidadas como as disruptivas), oferecer um atendimento de excelência e garantir a satisfação após a venda.

Ver artigos da categoria >

Prospecção de clientes

Saiba como identificar e captar novos clientes potenciais usando técnicas inovadoras e eficazes. Amplie sua base de clientes de forma direcionada e inteligente!

 

Ver artigos da categoria >

Técnicas de vendas

Aprenda como melhorar suas habilidades de vendas com dicas práticas e abordagens que ajudam a converter leads em clientes satisfeitos.

 

Ver artigos da categoria >

Gestão

Acesse uma verdadeira biblioteca para uma liderança eficaz, otimização de processos e alcance de metas organizacionais. Veja como uma boa gestão pode fazer a diferença!

Ver artigos da categoria >

Gestão de vendas

Veja como gerenciar sua equipe de vendas com eficácia, definindo metas claras e implementando técnicas para maximizar os resultados.

 

Ver artigos da categoria >

Produtividade

Aumente sua eficiência e a da sua equipe de vendas com dicas e ferramentas projetadas para melhorar a produtividade. Faça mais em menos tempo.

Ver artigos da categoria >

Indicadores comerciais

Transforme dados em ações estratégicas que impulsionam seu negócio aprendendo tudo sobre as métricas chave para analisar e melhorar seu desempenho comercial.

Ver artigos da categoria >

Academy

Uma seleção dos cursos mais estratégicos, ministrados por nossos especialistas, apresentando técnicas e metodologias que usamos diariamente aqui na operação da Leads2b. Confira e impulsione seus resultados comerciais!

Conheça a Leads2b Academy>

Estudos de casos

Leia na íntegra histórias das empresas que, como a sua, buscavam alavancar suas operações comerciais e conquistar vantagem competitiva no mercado — e como conseguiram alcançar esse objetivo com o apoio da Leads2b!

Ver estudos >

Leads2b Academy

Aprenda mais sobre vendas

Clique para compartilhar:

23 Indicadores de vendas Fundamentais para medir seu Desempenho Comercial

Os indicadores de vendas ajudam os líderes comerciais e a equipe a entender se estão no caminho certo para alcançar seus objetivos e bater as metas.

Descubra os 23 principais indicadores de vendas que você precisa acompanhar para ajustar o curso de suas estratégias, embasar tomadas de decisão e fazer projeções para os próximos planejamentos.

Importância dos indicadores de vendas

Se você não acompanha seus indicadores de vendas, não pode encontrar pequenas falhas no processo que podem fazer com que seus objetivos de vendas não se cumpram.

Além disso, ao monitorar os indicadores de vendas certos, você também pode descobrir oportunidades inesperadas e até ultrapassar as metas estabelecidas a princípio.

Mas, quais indicadores de vendas acompanhar?

Os 23 principais indicadores de vendas

Existem milhares de indicadores de vendas úteis e válidos para te ajudar a desenvolver suas estratégias de vendas futuras e embasar sua tomada de decisão.

Mas, hoje, separamos os 23 principais entre eles. Confira:

1. Tempo médio de resposta ao lead

Se você trabalha com leads vindos de estratégias de atração (inbound marketing), um dos indicadores de vendas que precisa considerar é o tempo médio de resposta.

Para descobri-lo, basta separar um período (mês, trimestre, semestre, etc.) e fazer a média de quanto tempo os pré-vendedores estão demorando para responder a uma solicitação de contato.

O ideal é que a equipe responda a estas solicitações o mais rápido possível, já que, ao ligar dentro de 5 minutos após a solicitação garante chances de sucesso até 100 vezes maior do que após meia hora.

2. Volume de leads gerados 

Monitorar o número de leads gerados é importante porque, quanto mais sua empresa gera leads, geralmente, mais clientes pode captar.

Esse também é um dos indicadores de vendas que aponta se as estratégias da prospecção ativa (com uma equipe de pré-vendas outbound, como BDRs) aplicadas para captar esses leads estão dando resultados.

Com ela, você também consegue entender quais pontos de contato estão trazendo mais leads: o site, o blog, os anúncios nas redes sociais, campanhas na rede de display ou de pesquisa – caso esteja usando o inbound.

3. Quantidade de leads qualificados 

Atrair muitos leads é bom, mas só se eles estiverem alinhados ao seu perfil de cliente ideal, concorda?

Para acompanhar esta métrica, basta comparar o número de leads gerados e o de leads qualificados no funil de pré-vendas.

Para melhorar sua qualificação:

  • Refine a pontuação de leads: com os parâmetros certos definidos, sua equipe de pré-vendas vai receber leads de melhores
  • Evite a compra de listas prontas: os leads obtidos a partir dessa estratégia costumam ser de baixa qualidade
  • Alinhe marketing e vendas: às vezes a visão de um potencial cliente pronto para ser abordado difere para os dois departamentos, o que causa baixa qualificação
  • Padronize a qualificação de leads da sua equipe de pré-vendas: uma boa forma de fazer isso é usando um sistema comercial como a Leads2b, onde você pode fazer essa pré-configuração.

Aliás, você sabia que existem perguntas estratégicas que podem ser feitas durante uma qualificação para aumentar as conversões? 

Há até um número-chave de perguntas para melhorar a qualificação!

É o que mostramos no e-book abaixo. Clique na imagem para baixá-lo e descobrir:

Potencialize a qualificação do seu pré-vendas com perguntas específicas

4. Processamento de leads no mês

Essa é uma métrica um pouco complexa. 

Pense que o processamento sempre será quando você fechar um negócio ou perder o contato em sua base de prospecção.

Fórmula do cálculo de processamento de leads
Fórmula do cálculo de processamento de leads

5. Carga de leads de um mês para o outro

De todos os leads que você processar sobrará uma “carga” que ficará ativa e passará para o próximo mês. 

Some sempre essa carga para a sua base atual de leads e vá subtraindo sempre que processar. 

Essa é uma taxa importante para saber se o seu comercial está segurando muito a carteira ou está indo atrás de novos potenciais – sempre criando mais carteira, mas sem esquecer de quem é ativo.

Fórmula do cálculo da carga de leads de um mês para o outro
Fórmula do cálculo da carga de leads de um mês para o outro

6. Número de oportunidades geradas

Assim como é fundamental monitorar o volume de leads gerados, é igualmente importante analisar o número de oportunidades.

Afinal, este é um dos indicadores de vendas que te ajuda a entender como está a eficiência dos seus vendedores. 

O ideal é que o número de leads e oportunidades sejam aproximados: isso confirma a eficiência da prospecção e da qualificação.

Se muitos leads estão entrando e poucos se tornam oportunidades, isso pode apontar:

  • Que sua equipe de vendedores está tendo problemas para contornar objeções, aplicar técnicas de negociação e/ou fechamento
  • Que a equipe de marketing/pré-vendas está trabalhando com o perfil errado de cliente.

No primeiro caso, você pode usar o Academy da Leads2b para transformar seus vendedores em verdadeiros especialistas.

Refine as habilidades dos seus vendedores com o Academy

No segundo caso, você pode alinhar suas equipes de marketing e vendas com as dicas que damos neste outro artigo.

7. Taxas de conversão

As taxas de conversão estão entre os principais indicadores de vendas, já que demonstram a eficiência da equipe comercial e a qualidade do funil de vendas.

Em um funil de vendas tradicional, o caminho comum é: prospects, leads, oportunidades, vendas.

Para obter as taxas de conversão, calcule (dentro de um período específico):

  • Dos prospects abordados, quantos se tornam leads
  • Dos leads tratados, quantos passam a oportunidades
  • Das oportunidades com que a equipe negocia, quantas se tornam vendas.

Você também pode analisar:

  • Dos prospects abordados, quantos se tornam clientes no final
  • Dos leads tratados, quantos se tornam vendas
  • Quantos prospects se tornam oportunidades.

Exemplo de taxa de conversão (de leads para vendas
Exemplo de taxa de conversão (de leads para vendas

Se suas taxas de conversão estão baixas, seu funil de vendas pode estar com problemas. 

Considere fazer um diagnóstico usando o Funil.com: basta preencher alguns dados básicos da sua operação comercial para receber sua análise e sugestões de melhoria – diretamente em seu e-mail.

8. Ticket médio

O ticket médio é um dos indicadores de vendas que aponta quanto, em média, seus clientes estão gastando ao comprar com você.

Ao conhecer esta métrica, você pode analisar se o valor que sua equipe comercial está faturando supera os gastos que estão sendo empregados para conquistar e reter os clientes.

Você também pode identificar o padrão dos clientes que costumam gastar mais com sua empresa e criar estratégias específicas para retê-los – e atrair mais clientes como eles.

Fórmula do cálculo do ticket médio
Fórmula do cálculo do ticket médio

9. Custo de aquisição de clientes (CAC)

Este é um dos indicadores de vendas que aponta quanto foi investido para obter um cliente.

O custo de aquisição de clientes envolve os valores empregados em marketing e vendas para conseguir atrair os clientes.

Além disso, esta métrica envolve outras variáveis, como o tempo de vida do cliente (lifetime value, ou LTV) e o ticket médio das vendas, por exemplo.

Entenda como calcular esta métrica no vídeo abaixo:

10. Tempo médio do ciclo de vendas

O ciclo de vendas é um dos indicadores de vendas que calcula quanto tempo leva desde o primeiro contato com o possível comprador até após ele se tornar cliente.

A duração do ciclo de vendas pode variar bastante, especialmente dependendo se ela negocia com outras empresas (B2B) ou com pessoas físicas (B2C).

Para fazer o cálculo, use a fórmula: 

Fórmula do cálculo do ciclo de vendas
Fórmula do cálculo do ciclo de vendas

Por exemplo, digamos que você tenha feito 8 vendas no mês (com 15, 30, 29, 12, 35, 22, 20 e 25 dias, respectivamente).

Então, pode fazer o cálculo:

179 (soma do tempo para fechar cada venda) / 8 (número de vendas no mês) = 22,4 dias.

Esse é seu ciclo de vendas médio.

A partir dessa informação, você pode analisar se esse ciclo de vendas é coerente e se ele pode ser reduzido (utilizando, por exemplo, estratégias de vendas multicanais, diminuindo o tempo de resposta ao lead, otimizando seu funil de vendas e/ou utilizando a automação comercial).

11. Taxa de cancelamento (churn)

A taxa de cancelamento representa quantos dos seus clientes cancelaram seus serviços.

Este é um dos indicadores de vendas que se deve acompanhar porque, se seus clientes estão te abandonando, algum problema está acontecendo internamente – e você precisa encontrar e eliminar este problema.

Sem falar que os clientes que deixam um fornecedor o fazem por estarem insatisfeitos. E quando isso acontece, eles compartilham sua insatisfação com outras pessoas (entre 9 a 15 pessoas, mais especificamente).

Para calcular o churn na sua empresa, use a fórmula abaixo:

Fórmula do cálculo do churn
Fórmula do cálculo do churn

Lembrando que não existe uma taxa única que sirva para todas as empresas. Cada segmento tem sua taxa de churn média.

Mas, obviamente, quanto menor o churn, melhor.

Outra forma de calcular o churn com praticidade é usando nossa calculadora de churn e retenção:

12. Taxa de acompanhamento (follow-up)

Uma venda no mercado B2B, dificilmente é feita no primeiro contato. Por isso, é preciso fazer o acompanhamento com os clientes até que resolvam comprar.

Além disso, 80% das vendas exigem 5 ligações de acompanhamento após a reunião.

O problema é que 44% dos vendedores não fazem esse acompanhamento.

Portanto, se não quiser perder vendas, este é um dos indicadores de vendas que você deve monitorar.

A melhor forma de fazer isso é observar as atividades de acompanhamento dos seus vendedores em seu sistema de CRM.

Se você ainda não usa essa ferramenta, conheça mais sobre ela no kit abaixo:

Use o CRM para acompanhar a taxa de acompanhamento de sua equipe comercial

13. Valor da vida útil do cliente (LTV)

Este é um dos indicadores de vendas que mais traz insights para suas estratégias de vendas.

A partir do lifetime value, você pode entender quem são seus clientes mais lucrativos, quanto custa para encontrar mais deles e quais produtos oferecer-lhes.

Além disso, também consegue identificar quais são os produtos mais lucrativos, já que são os preferidos dos clientes que permanecem por mais tempo com sua empresa.

 Para calcular o lifetime value, basta usar a fórmula abaixo: 

Fórmula do cálculo de LTV
Fórmula do cálculo de LTV

Assim, se seu ticket médio das vendas foi de, digamos, R$ 5 mil, 3 vezes ao ano por 2 anos, seu LTV é de R$ 30 mil.

14. Crescimento das vendas

Esse é um dos indicadores de vendas que aponta o crescimento percentual nas vendas líquidas de um período fiscal para outro. 

Lembrando que as vendas líquidas são a receita total de vendas, menos devoluções, abatimentos e descontos.

Abaixo está uma fórmula para calcular o crescimento das vendas:

Fórmula do cálculo do crescimento das vendas
Fórmula do cálculo do crescimento das vendas

Exemplo: uma empresa quer calcular o crescimento das vendas nos anos que terminam em 31 de março de 2020 e 31 de março de 2021. 

As vendas líquidas no período anterior foram de R$ 201.000 e as do último período foram de R$ 210.500. 

Aplicando a fórmula: 

Crescimento em vendas = (213.500 – 201.000) / 201.000 x 100 

Crescimento em vendas = 12.500 / 201.000 x 100 

Crescimento em vendas = 0,0622 x 100 

Crescimento em vendas = 6,2%

Um “bom” crescimento em vendas pode variar de ano para ano – e conforme os objetivos do negócio. 

Portanto, ao monitorar este indicador, considere seu desempenho histórico, seu crescimento econômico e o da concorrência.

15. Receita Recorrente Mensal (MRR)

Um dos principais indicadores de vendas para empresas com receita recorrente, o MRR calcula a previsão de ganho mensal a partir dos clientes que contrataram sua empresa.

A fórmula do cálculo de MRR é: 

Fórmula do cálculo do MRR
Fórmula do cálculo do MRR

Para fazer a previsão para o mês seguinte, basta avaliar a quantidade de assinaturas e o valor delas, desconsiderando serviços variantes (como taxas de adesão e serviços extras).

Por exemplo, digamos que você tem uma SaaS onde a mensalidade custa R$ 200,00 e tem 2.000 assinantes ativos, com um churn de 40 clientes no mês.

Ou seja:

(2.000 x 200,00) – (40 x 200,00) = R$ 392.000,00

O que significa que, no próximo mês, sua receita a partir da recorrência de assinaturas terá um total presumido de R$ 392.000,00.

16. Receita recorrente anual (ARR)

A receita recorrente anual (ou ARR) é um dos indicadores de vendas que estima, a partir das assinaturas, o valor a ser recebido no próximo ano da sua empresa.

O ARR é fundamental para identificar investimentos, planejar estratégias de negócios ou eliminar gargalos na operação comercial.

Para calculá-lo, basta somar os MRRs dos seus últimos 12 meses.

Mas, anão esqueça de considerar o quanto cada cliente paga anualmente para sua empresa, quantidade de upsells, volume de downgrades e número de churns anuais.

Representação do cálculo do ARR
Representação do cálculo do ARR

17. Retorno sobre o investimento (ROI)

O retorno sobre o investimento é um dos indicadores de vendas que aponta o retorno de um valor em dinheiro investido para um fim específico (que pode ser, por exemplo, a aquisição de uma ferramenta, a contratação de um serviço, etc).

Em outras palavras, com o ROI é possível medir, em percentual, o impacto financeiro de investimentos variados.

Assim, você pode entender se vale a pena continuar investindo naquilo ou se é melhor buscar outros investimentos mais lucrativos.

A fórmula do ROI é:

Fórmula do cálculo do ROI
Fórmula do cálculo do ROI

Existe um modo mais simples de fazer o cálculo do retorno sobre o investimento, sem precisar colocar tudo na ponta do lápis: usando nossa calculadora de ROI.

Para baixá-la, clique no link abaixo:

Otimize seu cálculo do ROI com nossa calculadora

18. Taxa de retenção de clientes

Talvez você não saiba, mas é muito mais caro prospectar novos clientes do que reter seus clientes.

Além disso, você sempre pode vender mais para o mesmo cliente, usando técnicas como o upsell, por exemplo – aumentando a receita de vendas sem precisar gastar a mais para prospectar novos clientes. 

O que só pode ser feito se sua taxa de retenção de clientes estiver satisfatória.

Para descobrir isso, use a fórmula abaixo:

Fórmula do cálculo da taxa de retenção
Fórmula do cálculo da taxa de retenção

Exemplo:

  • Você tinha 500 clientes na sua base em 1º de janeiro
  • Sua equipe conquistou mais 60 novos clientes até 31 de dezembro
  • No dia 31 de dezembro, você tinha 400 clientes.

Aplicando a fórmula: 100 x (400 – 60 / 500) = 0,68 → 100 x 0,68 = 68%

Lembrando que o ideal é que a taxa de retenção seja sempre a mais alta possível.

Para melhorar suas taxas de retenção:

19. Parcela de inadimplentes

Ter muitos clientes é bom. Mas ter muitos clientes que não estão pagando devidamente pelo seu produto ou serviço não é, concorda?

Afinal, isso impacta diretamente no faturamento da sua empresa e – consequentemente – na saúde dela.

Por isso, esse é um dos índices de vendas que não pode ser deixado de lado.

Para calculá-lo, use a fórmula:

Fórmula do cálculo de inadimplentes
Fórmula do cálculo de inadimplentes

Lembrando que você deve considerar pagamentos que estão em atraso entre  90 e 180 dias.

Por exemplo, se você estiver calculando a parcela de inadimplência de julho, precisa considerar pagamentos que deveriam ter sido feitos de janeiro a março.

Se você estiver com muitos clientes inadimplentes, considere se:

  • Seu preço está alinhado ao praticado no mercado
  • Sua equipe comercial está atacando o perfil de cliente certo.

20. Net Promoter Score (NPS)

O Net Promoter Score – ou NPS – é um dos indicadores de vendas que indica o nível de satisfação do cliente com o seu produto ou serviço.

Para obter esta métrica, é preciso fazer a pergunta “Em uma escala de 1 a 10, quanto você estaria disposto a recomendar nosso produto/serviço a um amigo ou conhecido”.

As respostas determinam como seus clientes se enquadram:

  • Detratores: aqueles que responderam de 0 a 6 
  • Neutros: que deram respostas 7 ou 8
  • Promotores: os que responderam com 9 ou 10. 

Para saber se a maioria da sua clientela é detratora, neutra ou promotora, use a fórmula:

Fórmula do cálculo de NPS
Fórmula do cálculo de NPS

Se seus clientes estão entre os detratores e neutros, você precisa melhorar a experiência deles com sua marca. Saiba como fazer isso neste outro post.

21. Taxa de alcance de objetivos/resultados

Este é um dos indicadores de vendas que indica a performance das equipes comerciais.

Para chegar a esta taxa, contabilize quantas vezes a equipe conseguiu bater ou ultrapassar a meta ao longo dos meses.

É interessante conhecer esta métrica porque ela aponta:

  • Se a equipe está tendo uma performance satisfatória
  • Se as metas/objetivos estão realmente praticáveis.

Caso sua equipe não esteja performando bem, talvez seja o caso de implementar treinamentos específicos e/ou planejar formas de motivá-la.

22. Time to value (TTV)

Esse é um dos indicadores de vendas que medem a rapidez com que seus clientes obtêm valor de seus produtos. 

Normalmente, o tempo vai desde a ação inicial do cliente até o momento em que ele obtém valor com suas ações. 

Antes de medir o TTV, você precisa identificar o seus clientes percebem como valor. 

Somente ao garantir que você e seu cliente definem valor da mesma forma, é possível pensar em reduzir o tempo de entrega desse valor. 

Alguns dos principais valores entregues pelas ferramentas de software, por exemplo
Alguns dos principais valores entregues pelas ferramentas de software, por exemplo

Após identificá-lo, você pode usá-lo como guia, mapeando seu fluxo de valor em todo o processo para garantir que o produto forneça o valor esperado pelo cliente.

23. Eficiência por canais de vendas

Se você trabalha com diferentes canais de vendas, este é um dos principais indicadores de vendas que deve considerar é a eficiência de cada um deles.

Afinal, ele aponta através de qual canal sua eficiência e receita são maiores.

Os canais de vendas podem ser, entre outros: 

  • Vendas diretas
  • Revendedores
  • Parceiros
  • Distribuidores.

Para descobrir qual canal traz maior eficiência, basta comparar a receita, a qualidade dos clientes, o ciclo de vendas e o tempo médio de vida de cada um.

Você deve continuar investindo no que apresentar os melhores resultados e repensar aqueles que não estão mostrando um desempenho tão satisfatório.

Conclusão

O que não faltam são indicadores de vendas para apoiar suas tomadas de decisão e embasar suas próximas estratégias de vendas.

E aí, qual deles você já monitorava e quais vai passar a monitorar após ler este conteúdo? Conta para a gente nos comentários!

Sumário
0 0 votes
Nota do Artigo
Assine
Nofique se

6 Comentários
Mais Votado
Recente Antigo
Inline Feedbacks
View all comments

Leia mais artigos do nosso blog:

O ERP é um sistema que automatiza áreas como contabilidade, gestão de estoques, produção e RH. Saiba tudo sobre ele
Saiba chatbot o que é e como esse assistente virtual que usa IA para conversas em texto pode te ajudar a vender mais
Entenda o que é BDR: um profissional especialista em qualificar potenciais clientes e agilizar o ciclo de vendas. Saiba tudo sobre ele!
abm-account-based-market-leads2b
O-QUE-E-MARKETING-LEADS2B
plg-leads2b
blog_template-de-email-1024x512
pql-leads2b

Assine nossa newsletter

Receba nossos conteúdos em primeira mão